NOTÍCIA: Psicólogos do MP do sudeste participam de encontro on-line sobre as perspectivas da profissão

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Instituto de Educação Roberto Bernardes Barroso (IERBB/MPRJ), em parceria com o Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude (CAO Infância/MPRJ) realizou nos dias 18/08 e 20/8 “Encontro de Psicólogos do Ministério Público”.

O primeiro dia do evento foi dedicado exclusivamente a psicólogos do MPRJ. A abertura contou com a presença do Diretor do IERBB/MPRJ, Procurador de Justiça Sávio Bittencourtt, dos Coordenadores do CAO Infância/MPRJ, promotores de Justiça Rodrigo Medina e Luciana Benisti, e da Supervisora da Equipe Técnica do CAO Infância/MPRJ, Anália dos Santos Silva. A mediação foi feita pela Psicóloga do CAO Infância/MPRJ Júlia Alvarenga.

A professora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) Giovanna Marafon abordou o tema “O que pode a psicologia junto às políticas públicas?”. Entre outros tópicos, ela explicou o papel da psicologia na atuação no MP em atividades como: atuação sócio jurídica, participação no controle social, promoção de políticas públicas e trabalho com rede de instituições.

Em seguida, a psicóloga do Núcleo de Apoio Técnico do MPRJ Rita Cristina de Souza Santos relembrou os resultados do “I Encontro Nacional de Psicólogos dos Ministérios Públicos”, realizado em 2019. Em seguida, o psicólogo do CAO Infância/MPRJ Saulo Oliveira apresentou a “Carta Salvador” que foi elaborada a partir das deliberações e discussões dos participantes.

Voltado a psicólogos dos MPs de toda a Região Sudeste, o segundo dia do evento on-line contou com palestra de Luis Guilherme Galeão da Silva, professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), que expôs sobre interseções entre o Direito e a Psicologia.

Na sequência, os psicólogos Saulo Oliveira (MPRJ), Roberta Cristina Silva Alves (MPMG) e Julia Fialho (MPSP) apresentaram a distribuição territorial e os perfis dos profissionais de psicologia dos Ministérios Públicos de seus estados e demonstraram iniciativas em andamento.

Ao final da palestra de ambos os dias, foi aberto o debate entre os participantes sobre os temas apresentados e para a elaboração de deliberações de propostas estaduais para o 2º Encontro Nacional de Psicólogos do Ministério Público.