IERBB/MPRJ inicia curso intensivo de Compliance

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Instituto de Educação Roberto Bernardes Barroso (IERBB/MPRJ) realizou, nesta terça-feira (23/06), a aula inaugural do curso intensivo de “Compliance orientado à atividade funcional do MP”, com palestrantes especialistas no tema. A aula também foi transmitida ao vivo pelo canal do Instituto no YouTube.


A abertura do encontro contou com a participação do procurador-Geral de Justiça, Eduardo Gussem, idealizador do curso, do procurador de Justiça Sávio Bittencourt, Diretor do IERBB/MPRJ, da presidente do TCE-RJ, Marianna Willeman e do presidente da Escola Nacional do Ministério Público (Enamp), Promotor de Justiça do MPGO, Marcelo André de Azevedo.


A rodada de palestras teve início com o professor da PUC-RS e UFRGS Juarez Freitas, segundo o qual a compliance deve ser digital e inteligente visando a obter três grandes controles: sustentabilidade, probidade nas relações públicas e privadas e digitalização baseada em dados confiáveis. “Precisamos combater cientificamente a desonestidade”, argumentou o professor.


A digitalização também foi o tema central da palestra seguinte, proferida pelo diretor de relações governamentais da IBM, Fábio Rua. Ele destacou que digitalização é sinônimo de boa gestão, desburocratização, segurança e respeito aos  usuários. Também ressaltou como as novas tecnologias digitais podem ser utilizadas para aprimorar a prestação de serviços para a população.


Em seguida, o professor Ádan Nieto Martin, da Universidade de Castilha (Espanha), que também atua como coordenador acadêmico do curso,  fez um panorama da aplicação dos programas de cumprimento normativo em seu país. Também elogiou a iniciativa do MPRJ em atuar de forma sistematizada e inovadora com o uso de dados.


No último painel,  o professor Eduardo Saad-Diniz, da Universidade de São Paulo /Ribeirão Preto), que também assina a coordenação, destacou que um dos objetivos do curso é fomentar o debate sobre os programas de compliance para além das barreiras da criminalidade tradicional.


Ao encerramento da aula, foi aberta rodada de perguntas e debate entre os palestrantes.

Última atualização: quinta, 25 Jun 2020, 11:07